Passe o mouse nas marcações para ler os comentários.


Todo ser humano nasce com o direito de ser feliz, principalmente às crianças que estão desenvolvendo várias funções no âmbito escolar e social. O autor do bullying não vê a humilhação e xingamentos como algo errôneo, querer ser popular, sentir-se poderoso e ter uma boa imagem de si mesmo é alguns fatores que levam a realizá-lo.
Os pais e responsáveis têm papel fundamental em educar os filhos, eles que irão impor autoridade sobre seus atos e estruturá-los para sua educação e melhor convivência social. A criança também pode adquirir revolta e depressão pelas discussões familiares e se sentirem melhores quando praticam o bullying como algo aliviador e desestressante. Os pais deviam tomar proporção de quanto o bullying pode interferir na vida da criança e do adolescente, elas desenvolvem doenças como a depressão, baixa auto-estima e outras ligadas à saúde mental, e consequentemente levando à suicídios.
De acordo com o IBGE 7,2 sofrem com o bullying e 20,8 praticam o ato contra os colegas, e a faixa etária varia entre 13 à 15 anos. Só no Distrito Federal 35,6% sofrem o bullying sendo a cidade com maiores vítimas de bullying no Brasil, segundo o IBGE e o o número de casos é maior para o sexo masculino em vista ao feminino.
Considerando o bullying escolar como algo alarmante, deve-se implantar Conselhos de Segurança nas escolas e contar com a ajuda dos pais para cooperação junto da escola, contudo para melhores resultados o Conselho Tutelar seria fundamental para conscientizar os pais e alertá-los do agravamento, e a orientação de um psicólogo é fundamental para as crianças e os pais que estão vivenciando o problema.


Comentário em texto


Olá, boa noite! Tudo bem? // Na primeira competência, por conta dos desvios apresentados -- e sinalizados através das marcações -- o seu texto foi classificado como nível 03, então analise com muita atenção cada um deles para evitar repeti-los nos textos vindouros, principalmente a questão do emprego das vírgulas, que foi um dos mais recorrentes. Combinado? // Na segunda competência, se situou no nível 02, já que revelou um domínio insuficiente da estrutura do texto dissertativo-argumentativo, com as três partes definidas (porém bem superficiais): proposição (com uma tese que não ficou clara, o que foi preocupante), argumentação (inconsistente e previsível, já que não fez uso de informações, de fato, novas, nem devidamente articuladas ao contexto e que dialogassem com outras áreas do conhecimento, a fim de caracterizar o chamado repertório sociocultural produtivo) e conclusão (que deveria ser melhor elaborada). // Na terceira competência, sua redação foi enquadrada no nível 02, mais uma vez, porque não apresentou um projeto de texto e ainda expôs informações soltas, sem aproveitá-las, de forma pouca organizada, sem progressão de ideias e ainda sem autonomia, o que se distanciou bastante do autoral. // Na quarta competência, foi classificado como nível 02, novamente, por ter apresentado um texto com muitas fragmentações, inadequações com relação às "costuras", algumas informações apenas sobrepostas, o que comprometeu bastante o sentido de unidade. Além disso, utilizou um número muito reduzido de elementos coesivos, quando deveria usar mais e tentando diversificá-los. Para tal, analise um quadro com as conjunções (e suas respectivas ideias), encontrado facilmente em qualquer site ou gramática. Sei que pode! // Na quinta e última competência, recebeu a nota 02 também, por ter elaborado propostas de intervenção muito superficiais para a problemática em questão, só respondendo a duas das quatro perguntinhas necessárias: quem? (agentes) e o quê? (ação), faltando responder a como? (mecanismos de execução) e para quê? (efeito), com o devido detalhamento. Atente-se a isso. Ok? // Mesmo não sendo obrigatório, tente dar um título ao seu texto, pois tal fato sempre o valoriza (sem falar que pode, também, retomar a ideia nele contida para finalizar o seu texto, revelando, assim, planejamento, o que é sempre bom de se perceber em uma produção textual). Experimente! // No mais, continue lendo, se informando e escrevendo sobre todos os nossos temas, pois só a prática leva à perfeição! Sucesso! Um abraço e até a próxima!

Marcações

Correção no modelo ENEM


Competência Nota Comentário

Competência 1

Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.

120 Demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

80 Desenvolve o tema recorrendo à cópia de trechos dos textos motivadores ou apresenta domínio insuficiente do texto dissertativo-argumentativo, não atendendo à estrutura com proposição, argumentação e conclusão.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

80 Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores, em defesa de um ponto de vista.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

80 Articula as partes do texto, de forma insuficiente, com muitas inadequações e apresenta repertório limitado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

80 Elabora, de forma insuficiente, proposta de intervenção relacionada ao tema ou não articulada com a discussão desenvolvida no texto.
Nota total 440