Guia simples e prático sobre Orações Subordinadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Guia simples e prático sobre Orações Subordinadas

Quando o assunto é orações subordinadas, muitos alunos se assustam, pois se trata de um conteúdo complexo e extenso. Todavia, hoje, nós iremos apresentar a você um material objetivo e compacto, o qual irá te ajudar a estudar e compreender melhor esse assunto. Então, vamos lá?

Primeiramente, precisamos entender o que é uma oração subordinada.

Oração subordinada – é aquela que exerce uma função sintática em relação à oração principal, completando o seu sentido e sendo dependente.

Para entendermos melhor, vamos observar a oração abaixo:

A criança pediu que o pai a levasse ao parque.

Como nós sabemos, toda oração precisa apresentar um verbo. Sendo assim, a primeira coisa a se fazer é identificar os verbos do período acima, que são: pediu e levasse. Então, subentende-se que temos duas orações. Mas, calma! A quantidade de verbos não indica a quantidade de oração. Lembre-se de que temos as locuções verbais, as quais são formadas por mais de um verbo.

Voltando ao exemplo, após identificarmos os verbos, vamos identificar a oração principal, que é aquela que apresenta um sentido completo.

Oração 1: A criança pediu

Oração 2: que o pai a levasse ao parque

Ao olharmos para as duas orações acima, podemos ver que a primeira apresenta um sentido mais completo ‘A criança pediu’, enquanto a segunda depende da primeira para fazer sentido ao leitor, uma vez que o ‘que o pai a levasse ao parque’ causa estranheza. Portanto, a partir disso, podemos ver que a oração 1 é a nossa oração principal (OP), enquanto a oração 2 é  a oração subordinada, pois ela depende da primeira e completa o seu sentido. Lembre-se de que a OP não apresenta conjunção.

Fazer essa identificação é o primeiro passo para entender as classificações das orações subordinadas. Vamos ver mais um exemplo:

Ela vai embora quando o pai chegar.

Oração principal: Ela vai embora

Oração subordinada: quando o pai chegar

Vamos aproveitar o exemplo acima para dar uma dica valiosa. Se o período composto por subordinação (que apresenta mais de uma oração, sendo formado por uma oração principal e, pelo menos, uma oração subordinada) não vier na ordem oração principal + oração subordinada, deverá haver uma marcação feita pela vírgula.

Para que você compreenda melhor, vamos inverter a ordem das orações do período acima:

Quando o pai chegar, ela vai embora.

Então, quando essa ordem vier ‘invertida’, a oração subordinada deverá vir isolada por vírgula.

Identificar as orações principais e subordinadas é uma tarefa um pouco mais simples, pois você precisa, basicamente, de:

PASSO 1:Ler o período composto por subordinação
PASSO 2:Identificar os verbos
PASSO 3:Identificar as orações
PASSO 4:Identificar a oração com sentido completo, que é a oração principal
PASSO 5:Identificar a oração subordinada, iniciada por conjunção ou pronome relativo

A maior dificuldade surge quando precisamos classificar as orações subordinadas. Elas podem ser de três tipos

Orações subordinadas substantivasSão aquelas que possuem papel de substantivo e função sintática que poderia ser exercida por tal termo, como sujeito, predicado, objeto direto, objeto indireto, aposto e complemento nominal.
Orações subordinadas adjetivasSão aquelas que exercem a função de adjetivo e, normalmente, são introduzidas por pronome relativo. Caracterizam a oração principal.
Orações subordinadas adverbiaisSão aquelas que possuem papel de advérbio e que exercem a função de adjunto adverbial. Traz uma circunstância para a OP.

Além dessa divisão, cada um desses tipos de oração possui uma outra classificação. Vamos dar uma olhadinha?

  • Orações subordinadas substantivas

São iniciadas sempre com uma conjunção integrante (que, se)

ClassificaçãoFunçãoExemplo
SubjetivaExerce a função de sujeito da oração principal.É claro que eles serão aprovados.Observe que a OP não apresenta sujeito, portanto a oração subordinada exerce essa função.
Objetiva diretaExerce a função de objeto direto do verbo da  oração principal.Quero que você me obedeça.Observe que ‘que você me obedeça’ completa o sentido do verbo transitivo direto conjugado ‘quero’.
Objetiva indiretaExerce a função de objeto indireto do verbo da oração principal.Necessitamos de que a equipe chegue cedo.A oração subordinada completa o sentido do verbo transitivo indireto (observe a preposição)
Completiva nominalExerce a função de complemento nominal da oração principal.Tenho certeza de que ele se sairá bem na prova.A oração subordinada complementa o sentido da palavra ‘certeza’. Lembre-se de que irá sempre completar o sentido de um substantivo abstrato e apresentará preposição.
PredicativaExerce a função de predicativo do sujeito da oração principal.O problema é que não temos como ir à festa.Neste caso, a oração subordinada completa o sentido do sujeito da OP, e sempre deve vir após um verbo de ligação.
ApositivaExerce a função de aposto de algum nome da oração principal.A professora tem um só desejo: que a turma passe no vestibular.Lembre-se de que o aposto é uma explicação acerca de algum termo da oração. No caso da subordinada, normalmente, vem após dois pontos. Dessa forma, se houver dois pontos e, após, uma conjunção, teremos uma oração subordinada substantiva apositiva.


2) Orações subordinadas adjetivas

São introduzidas por pronome relativo.

ClassificaçãoFunçãoExemplo
ExplicativaExplica algo sobre a oração principal. Refere-se ao todo.Os professores, que foram contratados recentemente, estão passando por treinamento.A oração subordinada adjetiva explicativa vem sempre isolada por vírgula.
RestritivaRestringe o significado do antecedente. Refere-se a uma parte.Os políticos que declararam seus votos foram criticados.Nesse caso, a oração subordinada refere-se não a todos os políticos, mas aos que declaram os seus votos. Não apresenta vírgulas.

DICA: A partícula ‘que’ pode ser conjunção ou pronome relativo, para diferenciar essa classificação, substitua ‘que’ por ‘o qual’ ou suas variações. Se o sentido for mantido, é um pronome relativo.

2) Orações subordinadas adverbiais

ClassificaçãoConjunçãoExemplo
CausalIndica causa da ação expressa na OP.porque, como, uma vez que, visto que, posto que,  dentre outras.A rua foi interditada porque choveu muito.
ConsecutivaExpressa consequência.tanto que, tão que, de modo que, dentre outras.Choveu tanto que a rua foi interditada.
CondicionalExpressa condição.Caso, se, contanto que, a menos que, dentre outras.Se você não me encontrar no escritório, deixe o documento com a secretária.
ConcessivaIndica um fato contrário ao referido na oração principal, mas não impede sua realização.Embora, a menos que, se bem que, ainda que, conquanto que, dentre outras.Embora tenha chovido muito, os alunos foram ao passeio.
ConformativaIndica conformidade em relação à ação expressa pelo verbo da OP.consoante, conforme, segundo, assim como, dentre outras.Nós fizemos a festa conforme os pedidos da cliente.
ComparativaExpressa comparação com algum termo da OP.como, que, do que, dentre outras.Minha filha age como o pai ensinou.
FinalExpressa finalidade, a intenção do que se declara na OP.para que, a fim de que, que, porque, dentre outras.Comprei novos livros, a fim de aprender o conteúdo.
TemporalDemarca o tempo em que ocorreu a ação expressa pelo verbo da OP.quando, enquanto, logo que, assim que, depois que, antes que, desde que, dentre outras.Quando os alunos chegarem, a diretora partirá.
ProporcionalApresenta a ideia de proporção ao fato da OP.à medida que, à proporção que, quanto mais…tanto mais, quanto mais…tanto menos, dentre outras.Ele melhora a nota, à medida que estuda mais.

Estude atentamente essas classificações e os exemplos dados. Dessa forma, você conseguirá entender esse conteúdo e sanar as dúvidas.

Aproveite o material.

Abraços!

Julio Sousa

Julio Sousa

Macapaense, empreendedor e programador. Fundador dos sites Rumo ao ITA, Projeto Medicina e co-fundador do Projeto Redação.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Posts relacionados

Minicurso Gratuito de Redação para o Enem

Garanta o seu acesso gratuito ao minicurso de redação para o Enem 2020.
limitado

Acesse nosso podcast TEMAS COMENTADOS

A cada semana lançaremos um podcast com um tema de redação comentado para você praticar. Rumo à #nota1000