Durante a quarentena estamos oferecendo 35% de desconto com o cupom  ESTUDAREMCASA   em qualquer plano do site.

Conhecendo as competências do Enem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Conhecendo as competências do Enem

Você sabia que é muito importante conhecer os critérios de avaliação da prova de Redação? E isso vale não somente para o Enem, mas para as provas que você for fazer ao longo de sua vida, como concursos, processos seletivos, dentre outros.

Por que é necessário conhecer esses critérios? Porque, assim, você consegue direcionar a sua escrita para as exigências feitas, consegue dar à banca aquilo que ela deseja e potencializa o seu processo de escrita.

Como a redação do Enem é corrigida? Os critérios de correção são fixos e determinados, há uma grade com o que caracteriza cada nota e tudo isso é muito bem definido. São cinco competências e cada uma é avaliada a partir de notas que vão de 0 a 200 ( 0 – 40 – 80 – 120 – 160 – 200).

O texto é avaliado por quantos corretores? O seu texto passará por dois corretores e, caso não haja discrepância de notas, calcula-se a média. Se houver discrepância, o texto é encaminhado para um terceiro corretor. Lembrando que considera-se como discrepância uma diferença superior a 100 pontos na nota final ou superior a 80 pontos em qualquer uma das competências.

Mas quais são essas competências? Vamos ver agora!

Competência I – Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. Essa competência avalia o domínio da norma culta de nossa língua. Por isso, é muito importante tomar cuidado com os desvios gramaticais, pois, quanto menos desvios houver, maior será a nota. É preciso, ainda, manter-se longe das marcas de oralidade, como ‘aí’, ‘daí’, uso de gírias, e ter atenção com as escolhas lexicais. Dê sempre um tom formal ao seu texto!

Competência II – Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa. Essa talvez seja a competência mais difícil, pois avalia muitos aspectos. O primeiro é a compreensão do tema, por isso, é importante ler com atenção a proposta e direcionar os seus argumentos ao que é solicitado. Além disso, avalia a mobilização de conhecimento de várias áreas, atente-se ao uso da palavra ‘várias’, ou seja, é preciso mostrar esse domínio, mostrar seu repertório sociocultural. Para fechar, tudo isso deve ser feito dentro das exigências estruturais do texto dissertativo-argumentativo (introdução, desenvolvimento e conclusão).

Competência III – Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.Essa competência avalia a defesa de sua tese. Para isso, irá analisar os fatos, as opiniões e os argumentos que você selecionou. Esses argumentos precisam ser muito bem selecionados, precisam estar relacionados e bem organizados. Para que isso ocorra de forma eficiente, tenha sempre em mente a tese que foi levantada. Lembre-se de que você precisa convencer o seu leitor!

Competência IV – Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. Aqui temos a avaliação do encadeamento das ideias do texto, da coesão. Para fazer isso de forma eficiente, é preciso ter um bom repertório de recursos coesivos e saber usá-lo. Podemos destacar, como esses recursos, o uso de preposição, conjunção, pronome relativo, alguns advérbios, locuções adverbiais. É preciso evitar a repetição desses recursos e saber empregá-los.

Competência V- Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos. A última competência avalia a proposta de intervenção, que consiste na elaboração de soluções viáveis (que podem ser executadas) para o problema, sempre de forma muito bem detalhada, envolvendo os agentes sociais e sempre respeitando os direitos humanos (aliás, isso deve ocorrer em toda a produção textual). Detalhe é a palavra-chave.

A partir desse conhecimento, acerca das competências, você irá produzir o seu texto priorizando esses aspectos, ou seja,  deve respeitar a norma culta, os argumentos precisam estar direcionados ao que o tema solicita, é preciso estar bem fundamentado, a partir do repertório sociocultural, os argumentos precisam defender a tese de maneira eficiente, sempre respeitando a estrutura textual, é preciso estar muito bem articulado e, por fim, deve apresentar soluções viáveis e detalhadas para o problema.

Abraços e até a próxima!

Ana Massêo

Ana Massêo

Formada em Letras pela UFMG, trabalha com Marketing Digital e apaixonada por livros, filmes e músicas.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Posts relacionados

Minicurso Gratuito de Redação para o Enem

Garanta o seu acesso gratuito ao minicurso de redação para o Enem 2020.
limitado

Faça seu cadastro para receber nossa Newsletter