5 passos para melhorar a nota na redação do Enem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Já discutimos a importância da redação para a sua nota final. Então, pensando em te ajudar a conquistar a nota 1000, vamos te ensinar agora 5 passos para melhorar a nota na redação do Enem com foco em cada uma das competências avaliativas. Bora conferir?

Como é a prova de redação do Enem?

Se você ainda não sabe, a prova do Enem é composta por 5 áreas do conhecimento: Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias e Redação.

As primeiras quatro áreas são compostas por questões múltipla escolha e são corrigidas utilizando a TRI (Teoria de Resposta ao Item), o que faz com que a pontuação de cada uma varie de zero a mil pontos.

Já na prova de redação, a nota é dividida em 5 competências avaliativas. Em cada uma delas, a nota máxima é 200 pontos e, bem como as outras 4 áreas, sua pontuação varia de zero a mil.

Além disso, dentro de cada competência as notas são atribuídas seguindo seis níveis de desempenho, divididos entre 0, 40, 80, 120, 160 e 200 pontos, abrangendo falhas graves ou mais simples.

Agora que você já sabe como é feita a correção, vamos te apresentar 5 passos para melhorar a nota na redação do Enem. Vamos para o passo a passo?

Começar a caminhada sobre como melhorar a nota na redação do enem

Passo 1 – Como melhorar sua nota na competência 1

Para saber como melhorar a nota na redação do Enem, é preciso entender que a primeira competência avalia a adequação do seu texto à norma culta da língua portuguesa. Para ser mais exato, ela exige o seguinte: “Demostrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.”

Dentro dessa competência, os níveis mais altos de desempenho são caracterizados assim:

  • 160 pontos: Demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita.
  • 200 pontos: Demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita serão aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizarem reincidência.

Um dos erros mais comuns nessa etapa, principalmente com estudantes que não possuem o hábito da leitura, é a influência da oralidade na redação. Ou seja, escrever um texto da mesma forma como se fala.

Outro problema bastante comum na competência 1 é o fato da prova de linguagens ter questões muito mais voltadas para interpretação de textos do que gramática. Com isso, muitos estudantes acabam deixando de lado o estudo das regras gramaticais.

Isso não significa que uma boa interpretação de textos não seja essencial. Pelo contrário, ela é extremamente necessária para que você entenda o tema proposto e os textos de apoio da redação. Mas estudar a gramática também é importante para melhorar a nota na redação do Enem.

Tópicos de gramática importantes para melhorar a nota na competência 1 do Enem

1. Crase

O uso da crase pode parecer um bicho de sete cabeças, né? Mas é mais simples do que parece! Regra geral: Haverá crase sempre que o termo antecedente exija a preposição “a” e o termo consequente aceite o artigo “a”.

Entenda mais no vídeo abaixo:

Vamos praticar? Acesse agora a lista de exercícios sobre crase.

2. Pontuação

Saber como pontuar corretamente uma frase faz toda a diferença na compreensão do seu texto. Por isso, fique atento às regras a seguir:

Vamos praticar? Acesse agora a lista de exercícios sobre pontuação.

3. Uso de hífen

Com o Novo Acordo Ortográfico, algumas regrinhas do uso de hífen sofreram alterações. Então, que tal entendê-las melhor? Confira:

Vamos praticar? Acesse agora a lista de exercícios sobre pontuação.

Para concluir, nessa competência é importante evitar a influência da oralidade (sem marcas como ‘aí’, ‘daí’), fazer boas escolhas vocabulares, ter atenção com concordância nominal e verbal, ortografia, acentuação, pontuação, flexão nominal, flexão verbal, regência e translineação (quando precisamos fazer uma divisão silábica para mudar de linha).

Portanto, para atingir notas altas na Competência 1, o texto deverá ter poucos ou nenhum desvio gramatical. Por isso, é muito importante estudar, principalmente, os pontos citados anteriormente.

É necessário, ainda, que se tenha atenção especial em relação a essa competência, pois um texto com boas ideias e bem argumentado pode ser prejudicado pelos desvios gramaticais.

Passo 2 – Como garantir uma boa nota na competência 2 do Enem

Segundo a Cartilha do Participante, a Competência 2 é sobre “Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa“.

Observe que essa competência entra em dois pilares de sustentação do texto: a estrutura textual e o conteúdo. Os seus níveis mais altos de desempenho são caracterizados por:

  • 160 pontos: Desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão.
  • 200 pontos: Desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo

Dessa forma, as notas altas nessa competência estão ligadas à argumentação consistente de acordo com o tema, ao conhecimento da estrutura textual e à mobilização de conhecimentos de outras áreas.

Por isso, para melhorar a nota na redação do Enem, é muito importante conhecer a estrutura do texto dissertativo-argumentativo e suas características, além de ler conteúdos variados sobre diversos temas para aumentar o seu repertório sociocultural.

Alguns pontos importantes para a competência 2 são:

  1. Você precisa saber diferenciar: as instruções, os textos de apoio e a proposta de redação.
  2. Instruções: ditam como os alunos devem proceder durante a prova. Por exemplo: o rascunho deverá ser feito apenas no espaço designado ao rascunho; ou caso copie integralmente os textos de apoio, sua nota será zero; ou sua redação deverá ter, no máximo, 30 linhas.
  3. Textos de apoio: são apresentados como referência para redação, mas não devem ser copiados no seu próprio texto.
  4. Proposta de redação: enunciado do tema. É importante ler com bastante atenção o enunciado e destacar quais as palavras mais importantes.
  5. Fazer, pelo menos, 3 leituras dos textos motivadores de tal forma a não demonstrar superficialidade a respeito do tema proposto;
  6. É importante demonstrar um bom repertório sociocultural;

O vídeo abaixo traz dicas sobre a competência 2 e a importância do repertório sociocultural. Confira:

Passo 3 – Como melhorar a nota na competência 3 do Enem

A Competência 3 também está ligada ao pilar do conteúdo e diz “Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista”.

Essa competência foca na defesa do seu ponto de vista no texto. Por isso,
os argumentos e os fatos deverão ser bem selecionados, uma vez que terão que defender a sua tese, sempre na tentativa de convencer o leitor.

As notas mais elevadas são caracterizadas assim:

  • 160 pontos: Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, em defesa de um ponto de vista.
  • 200 pontos: Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, em defesa de um ponto de vista.

Na elaboração do texto, o foco deve ser a tese levantada e, a partir dela, deve-se selecionar os fatos e os argumentos que melhor irão defendê-la. Para isso, você pode usar exemplos, fatos históricos, citações, referências, etc.

Além disso, essa defesa deverá estar bem organizada, com os argumentos bem relacionados e explicados, de forma que haja uma progressão textual. Para isso, além do conhecimento sobre atualidades, mostrar que você sabe relacionar conteúdos de outras disciplinas com o tema da redação é uma ótima forma de fortalecer a sua tese.

Para compreender de maneira detalhada a competência 3, criamos um artigo com estratégias para a Competência 3 na Redação do Enem.

Passo 4 – Como melhorar a nota na competência 4 do Enem

Vamos agora para a Competência 4, que diz o seguinte: “Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação”.

Essa competência avaliará o desenvolvimento das suas ideias ao longo do texto. E o que isso quer dizer? Tudo precisa ficar muito bem interligado, todas as partes da redação precisam estabelecer uma relação entre si, e seus argumentos precisam ter início, meio e fim.

Ou seja, uma ideia precisa estar sempre relacionada às outras e isso é feito a partir do uso dos recursos coesivos, como preposições, conjunções, advérbios, locuções adverbiais, conectivos, etc.

Os níveis de desempenho mais altos nessa competência são:

  • 160 pontos: Articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.
  • 200 pontos: Articula bem as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Quer ficar por dentro desse assunto? A videoaula abaixo fala sobre os recursos coesivos que, se utilizados corretamente, podem melhorar sua nota na competência 4.

Passo 5 – Como melhorar a nota na competência 5 do Enem

Por fim, chegamos à Competência 5 que é: “Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos”. Essa competência diz respeito à apresentação de soluções para o problema discutido no texto, de forma que sejam viáveis e detalhadas.

Para melhorar a nota na redação do Enem, uma estratégia é pensar na palavra “GOMIFES”, uma sigla que usamos para designar os agentes responsáveis por colocar as propostas de intervenção em prática. Sendo eles:

  • Governo;
  • Organizações Não Governamentais (ONGs);
  • Mídia;
  • Indivíduo ou Iniciativa Privada;
  • Família;
  • Escola;
  • Sociedade.

Pensando em quem vai executar a sua proposta, fica mais fácil elaborar o modo que isso será feito e o objetivo a ser alcançado. Propondo, assim, uma solução viável para o problema abordado ao longo do texto.

Nessa competência, os níveis de desempenho mais altos são :

  • 160 pontos: Elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.
  • 200 pontos: Elabora muito bem proposta de intervenção, de forma detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto.

Ou seja, é preciso elaborar uma proposta de intervenção com medidas bem detalhadas, sempre relacionada ao tema e à discussão apresentada. Se houve a discussão sobre um problema, é preciso apresentar uma solução.

A seguir você entende melhor como aplicar isso no seu texto:

Sendo assim, para que você aprenda como melhorar a nota na redação do Enem, é preciso produzir um texto que atenda à norma padrão de escrita, que apresente ideias muito bem articuladas e amarradas, que esteja dentro da estrutura textual exigida e atenda à discussão proposta pelo tema com argumentos bem selecionados em defesa do seu ponto de vista.

Além disso, deve apresentar proposta de intervenção detalhada e bem articulada à discussão, sem ferir os direitos humanos.

Por fim, é importante salientar que um mesmo texto será corrigido por dois corretores diferentes e, mesmo que se tenha o que caracteriza cada nota já definida, a correção não perde o seu caráter subjetivo e um mesmo texto pode ser entendido, compreendido e interpretado de maneiras diferentes. Por isso, é muito importante ficar o mais próximo possível daquilo que define as notas mais altas dos níveis de desempenho.

Gostou dessas dicas? Então que tal agora colocar em prática tudo o que você aprendeu? Escolha um entre os mais de 200 temas de redação do Projeto Redação e escreva o seu texto completo, focando em cada uma das cinco competências.

como melhorar a nota na redação do enem: baner divulgando cupom REDENEM para ganhar 15% de desconto no projeto redação

Julio Sousa

Julio Sousa

Macapaense, empreendedor e programador. Fundador dos sites Rumo ao ITA, Projeto Medicina e co-fundador do Projeto Redação.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Posts relacionados

Minicurso Gratuito de Redação para o Enem

Garanta o seu acesso gratuito ao minicurso de redação para o Enem 2020.
limitado

Acesse nosso podcast TEMAS COMENTADOS

A cada semana lançaremos um podcast com um tema de redação comentado para você praticar. Rumo à #nota1000